domingo, 9 de janeiro de 2011

O perigo da auto-suficiência

Cada dia que passa, conhecemos pessoas cada vez mais arrogantes, ignorantes, egoístas e estúpidas. Pessoas que acreditam que o mundo todo está unicamente ao seu dispor e que todos devem cumprir suas vontades. Pessoas que não ligam para sentimentos, nem os seus nem o dos outros, e que julgam não dependerem de ninguém além de si mesmos. Pessoas que consideram ter super poderes a ponto de as tornar superiores aos demais seres (nesse caso o dinheiro também pode ser considerado um super-poder). E são justamente essas pessoas que cometem as atrocidades que estamos acostumados a ver nos noticiários. São essas pessoas que tornam o mundo mais cruel e desumano, bem como podem estragar nosso dia, ou, dependendo o caso, uma vida inteira. E o pior de tudo: cada vez mais e mais pessoas estão buscando o isolamento e a auto-suficiência. Essa idéia nos é vendida todos os dias, e é justamente por isso que hoje em dia é normal um pai de família dar mais atenção ao seu novo veículo do que ao seu filho.

Infelizmente essas pessoas foram educadas desde criança a serem assim. Seus pais, em lugar de reprimirem seus atos maldosos e lhes instruírem a seguir bons caminhos, preferiram dar-lhes tudo o que queriam, e essas pessoas cresceram com essa idéia de que tudo o que elas querem deve ser atendido. É lamentável que cada vez mais isso esteja acontecendo, e o que é pior, as crianças estão indo quase todas pelo mesmo caminho atualmente. Os pais acreditam que amar um filho é dar-lhe tudo o que ele quer e se manter longe deles, já que é preciso trabalhar para garantir tudo o que os filhos pedem.

Mas nós, que já temos nossa capacidade de discernimento bem definida, devemos escolher outro caminho. Mal sabe uma pessoa auto-suficiente como é bom depender de outras pessoas. Mal sabem como é bom também ter pessoas que confiam em nós uma dor ou dificuldade com a certeza de que faremos a vida delas melhor. Eu me orgulho de dizer que sozinho não sou nada, e agradeço todos os dias por ter tantas pessoas das quais dependo, e tantas pessoas que de alguma maneira precisam da minha existência. Não somos seres perfeitos e nossa vida não é perfeita e isso vale para todos. Logo, de nada adianta querer esconder esse fato, devemos sim é escancarar nossas qualidades maiores e colocá las á disposição de todo mundo, bem como expor nossas feridas para que alguém caridosamente as cure de alguma forma. É algo que faz parte da lei da vida. Nada mais fantástico que compartilharmos nossas vidas, compreendermos as dificuldades do próximo e as nossas mesmo e tornar a vida mais agradável e saudável dessa forma.

Não devemos jamais ter vergonha de dizer que precisamos de muitos "alguéns". Nossa sobrevivência somente se dá em grupo, e de nada adianta ser egoísta ou querer ser superior a alguém. No fim das contas, nada levamos a não ser aquilo que vivemos de bom verdadeiramente. As fortunas materiais e o status são meras superficialidades ilusórias, e por isso mesmo nada saímos ganhando quando decidimos ser independentes. Façamos o contrário: sejamos cada vez mais dependentes, o mundo precisa disso!

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto . claro ,conciso, e preciso no que defende.

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Arquivo do blog